Notícias do Centro de Missão em Portugal - E não só

mais informações sobre qualquer informação nesta página, entre em contacto connosco no nosso endereço de e-mail: projectomoz@gmail.com

 

 

Enviar Mensagens de Esperança

 

Já passou mais dum mês depois do Ciclone Idai ter assolado o centro de Moçambique. As notícias agora são mais escassas, mas por outro lado as comunicações foram restabelecidas e isso nos dá a possibilidade de recebermos notícias acerca da situação atual. A Maria da Graça é a nossa porta-voz, sempre fiel a nos atualizar com a realidade vivida por muitos, em especial por aqueles que estão na Beira.

 

 “Naquela noite, foi terrível. O vento era tão forte que quando nos levou a parede e o telhado da casa pensávamos que também iríamos ser levados pelo vento. Depois veio a chuva torrencial e ficámos com medo de sermos levados pela enxurrada. Sinceramente pensei que tinha chegado a minha hora de ir para a glória. Mas o Senhor fechou a porta, porque ainda há muito trabalho para fazer!”  (palavras da Maria da Graça.)

 

Os pastores ficaram muito abatidos ao verem a destruição das suas próprias casas e das casas dos crentes. Também as construções das igrejas, embora muitas fossem muito precárias, era o fruto de muitos anos de sacrifico e trabalho para terem um local de culto. Também a falta de notícias sobre as congregações nas zonas rurais, levou ao desânimo. Mas agora, é tempo da Igreja se levantar e ter um impacto nas comunidades onde estão

inseridas. Mas como podem fazer isso? Mais uma vez a Maria da Graça, em conversa com os outros colegas, veio com a resposta: “Os pastores precisam de ser encorajados, para que depois possam encorajar as suas congregações! E nós temos que lhes levar palavras de esperança e fé.”

 

Mais importante do que reconstruir as casas, é reconstruir as vidas das pessoas – e isso só pode ser feito com a Palavra de Deus.

 

Os nossos irmãos em Moçambique, em especial a equipa de Projeto Moçambique - Plus, estão muito gratos porque o Senhor os protegeu. Estão gratos porque o nosso escritório não sofreu nenhum dano e, agora com o restabelecimento da eletricidade, estão prontos para começarem a imprimir material para atender à grande necessidade das igrejas.

 

Estão gratos porque os irmãos em Portugal e Inglaterra não se esqueceram deles – providenciando os fundos para atender ás situações mais urgentes: purificação da água, medicamentos, alimentos e compra de redes mosquiteiras. E ainda para a reconstrução das suas casas.

 

Mas há algo mais que os irmãos em Portugal podem fazer – escrever mensagens de encorajamento para os irmãos em Moçambique - este é o apelo que gostaríamos de deixar. Estas mensagens podem ser editadas em forma de folhetos, para depois serem distribuídos. Temos tudo para o fazer - os meios para imprimir e uma equipa de pessoas entusiasmadas que, apesar de tudo, não querem deixar de fazer um impacto nas vidas dos

que estão à sua volta. As mensagens podem ser enviadas para o nosso endereço de email:

projectomoz@gmail.com

Também podem ser enviados através de WhatsApp - 913585675.

 

“Eu, Maria do Carmo, tenho a viagem marcada para o dia 24 de Abril. Vou ficar na Beira até dia 2 de Junho, e os meus colegas da equipa de Projeto Moçambique na Beira, já estão a preencher a minha agenda! Além de os ajudar na reconstrução das suas casas, e de vermos onde podemos ajudar outros pastores com quem temos uma forte ligação, temos que “espalhar” a mensagem de esperança, confiança e fé no Deus que não nos abandona. Este é o desejo deles, e certamente que é também o meu desejo.”

 

Gratos pelo vosso apoio e orações,

Chris e Maria do Carmo Hemborough.

Download

Moçambique - Ciclone Idai:

As nossas orações estão com as pessoas no centro de Moçambique, e nos países vizinhos de Zimbabwe e Malawi, que ainda estão a sofrer dos efeitos do Ciclone Idai. Oramos pelas pessoas enquanto estão a reconstruir as suas vidas, e também oramos que o Senhor as guarde das doenças que são provocadas em situações assim, tais como a cólera e malária.

 

Iremos pôr mais pontos de oração em breve, relacionados com as dificuldades atuais.…

28-03-2019

Equipa - Portugal 2018:

 

Da equipa, a Rute Vivas foi a primeira a chegar com a M. do Carmo. Em Maputo, a capital de Moçambique, Rute e M. do Carmo visitaram alguns projetos incluindo ‘Helping Hands’, cujo trabalho inclui o apoio a crianças com necessidades especiais, particularmente na provisão de cadeiras de rodas.

Depois viajaram para a Beira, onde a Rute ajudou num orfanato na cidade vizinha do Dondo. A Rute tem trabalhado com crianças na sua igreja local em Portugal, portanto o seu envolvimento foi muito

apreciado em Moçambique. Será que consegue descobrir a Rute no meio de todos os rostos na foto à Direita?

Img 1

Img 2

A Rute também foi uma ajuda muito útil na nossa missão na Beira. Foi um tempo de preparação e de imprimir mais material para as Escolas Dominicais. Na foto 2, a Rute está com a M. do Carmo e a nossa secretária Maria. Estamos gratos por tudo o que a Rute fez em Moçambique. Por favor, ore pela Rute, para que o Senhor lhe mostre o que tem para ela, quer a nível de emprego como em ministério na sua igreja local.

Img 1

Img 2

Img 3

Equipa - Portugal 2018 cont:

 

O Jónatas e a Rute Santos chegaram a Moçambique uma semana depois da Rute Vivas. Também visitaram o projeto ‘Helping Hands’ em Maputo antes de irem para a Beira. Depois de uma pequena paragem na Beira, onde ajudaram na nossa Missão, o Chris levou-os numa longa jornada até à cidade de Milange, perto da fronteira com o Malawi. É aqui que a missão ESPANOR tem a sua base. O seu trabalho inclui a criação e o apoio de clubes de crianças em comunidades rurais, com atividades relacionados à Bíblia, vinculados a igrejas locais. O Jónatas e a Rute estiveram duas semanas ocupados a ajudar a treinar os líderes e a visitar esses clubes em várias comunidades rurais.

Em Portugal, o Jónatas e a Rute estão envolvidos no trabalho de jovens e crianças na igreja local. Além de terem empregos em tempo integral, também estão a estudar no Instituto Bíblico. A sua experiência e aptidão foi uma mais valia no seu tempo em Moçambique. Agradecemos a Deus por tudo o que fizeram.

 

Na foto em cima, o Jónatas e a Rute estão num dos clubes de crianças, com a equipa de ESPANOR. À esquerda, o Jónatas está a ajudar na formação dos líderes. O Inácio (em frente na foto em cima) e a Maria, da nossa equipa da Beira, também foram para ajudar Jónatas e Rute.

Agradecemos a Deus pela provisão de um carro que nos permitiu fazer esta longa jornada.

Equipa Portugal 2018 cont:

 

Enquanto o Jónatas e a Rute estavam em Milange, chegou a Maputo o grupo que iria completar a equipa Portugal 2018. A FUNtoche é uma equipa de jovens animadores, cheios de motivação e profissionalismo e muito amor pelas crianças. Visitaram o projeto ‘Helping Hands’ e fizeram um programa no Hospital Central de Maputo. Depois foram para a Beira onde fizeram programas para um grande número de crianças na Beira. Em Chimoio colaboraram com a missão ‘Chosen Children’ do Canadá – com a qual temos estado envolvidos desde algum tempo. O ‘capitão/pirata’ que está na foto, o líder da equipa, é o Paulo Fernandes, que com a sua esposa Andreia, são os nossos amigos muito queridos.

Img 1

Img 2

Img 3

Em Portugal o grupo FUNtoche levantou quase 900 euros para ajudar a Helping Hands a adquirir duas novas cadeiras de rodas para crianças. Agradecemos a Deus por tudo o que FUNtoche fez e oramos pelo trabalho de ‘Helping Hands’ e ‘Chosen Children’.

Pontos de Oração:

 

Agradecemos a Deus pelo sucesso da equipa Portugal 2018 e pelos frutos produzidos por esta visita. Oramos para que a semente que foi plantada continue a produzir mais fruto. Por favor, orem para que a sua experiência em Moçambique seja um estímulo para eles se envolverem em

mais trabalho de missões, quer seja em Portugal ou noutros países.

Por favor, ore pela nossa equipa em Moçambique. Especialmente pela saúde deles.

Estamos imensamente gratos pelas vossas orações e apoio. Desejamos sinceramente um Natal e Ano Novo muito abençoado.

 

Com as bençãos do Senhor,

Chris, Camica, Peter, Ana e Timothy, e nossa equipa em Moçambique.

2017 © PROJECT MOZAMBIQUE PLUS